• Federação Associações Portuguesas Bélgica

2019 é o Ano dos Jovens



31 de janeiro de 2019 : a FAPB ainda vai a tempo de desejar a todas e a todos um Feliz Ano Novo.

Jovens, Oportunidades, Mobilização

Este Ano Novo de 2019 é o Ano dos Jovens, das Oportunidades e da Mobilização, e quem marca a agenda – incluíndo a agenda política, é a geração das raparigas e rapazes, conscientes do que é preciso fazer no mundo e cansados da inação dos adultos.

Vemos um pouco por toda a parte e em todos os domínios : os jovens, perante a letargia e o status quo, estão a assumir o seu papel de renovação na sociedade.

Tal é o caso da jovem sueca de 16 anos, Greta Thunberg, que de fazer ouvir a sua voz nas escadarias do Parlamento de Estocolmo, passou à Cimeira do Clima em Katowice, e ao Fórum Mundial Económico em Davos.

Estamos agora também a ver aqui, na Bélgica, todas as 5as feiras, com a mobilização da jovem flamenga de 17 anos, Aruna de Wever : as raparigas e rapazes faltam às aulas, para sair para a rua e marchar pelo clima, numa admirável atitude de cidadania ativa.

Dão cartas estes jovens, prestes a serem eleitores, que com sentido de responsabilidade e com aquela coragem original, mobilizam 35.000 e 70.000 pessoas, dependendo se é dia de semana ou fim de semana. Neste movimento cidadão na Bélgica participam também jovens da comunidade portuguesa que residem na Bélgica, muitos aqui nascidos.

As escolas belgas adaptam-se e acompanham os alunos nesta tarefa de sensibilização e consciencialização do mundo político e económico, para a urgência da mudança de comportamento de consumo e produção económica.

A nossa sociedade de consumo gasta demasiada energia e recursos naturais, como se tivesse à disposição mais um outro planeta Terra. Mas não temos. O planeta Terra tem os seus limites e a economia deve respeitar esses limites. A economia não pode crescer indefinidamente, furar, extrair e consumir indefinidamente, deitar fora indefinidamente.

Há outros modelos de prosperidade económica asssentes em valores de respeito, cuidado pela Terra Mãe e moderação.

O bem-estar e a felicidade encontram-se aí – é essa a mensagem dos milhares de jovens nas ruas de Bruxelas, reclamando justamente que a sua voz seja ouvida. Afinal de contas são eles e elas, e seus filhos, que vão herdar este planeta esgotado e contaminado pelas políticas pró-crescimento económico.

Por eles e pela sua saúde, temos nós todos, incluindo os políticos que elegemos, o dever de implementar a mudança de atitude. Que fantástica ação ! Abrir caminho para o futuro.

Associativismo na Comunidade Portuguesa da Bélgica

Em 2019 a FAPB-Federação das Associações Portuguesas na Bélgica aposta forte nos jovens, porque são eles o futuro, tanto para a sociedade em geral, como para o próprio futuro do associativismo da diáspora portuguesa.

Sem os jovens as associações envelhecem e perdem dinâmica. É positivo que as associações - escolas de cidadania - apostem nos jovens e em iniciativas viradas para este público. Iniciativas de educação informal e permanente, que reforcem as competências pessoais e sociais. "De pequenino se torce o pepino", diz a sabedoria popular.

Habilitar e capacitar, desde cedo, os jovens para a cidadania, democracia, igualdade e inclusão significa equipá-los com ferramentas para a sua realização pessoal num ambiente de abertura e liberdade humana, social e política. Significa igualmente investir na economia do bem comum e na sustentabilidade da sociedade. Desta aposta depende o futuro de todos. Qual o preço e qual o lucro de tal aposta? Qual a relação custo/benefício ?

O benefício é o de termos uma sociedade de cidadãos conscientes, robustos, ativos, com autoestima qb, que não desdenham a participação cidadã e que a sabem usar bem, para as causas comuns a todos, seguindo a inspiração das raparigas Greta Thunberg e Aruna de Wever. Qual o preço ? Um preço irrisório, se pensarmos na fatura que representa uma sociedade amorfa, desinteressada, e manipulável.

Para tão nobre finalidade devem os recursos humanos, materiais e financeiros ser prioritizados e mobilizados. É o dever comum a todos nós, de cima para baixo, e de baixo para cima; desde o nível político ao técnico e ao civil.

Em 2019, ano tão fantástico, a FAPB reconhece que esse também é o seu dever, enquando entidade da sociedade civil da diáspora portuguesa, parceira cívica europeia do Estado Português e do Estado Belga.

É assim que a FAPB encara este novo ano de Oportunidades e Mobilização.

2019 não é um ano qualquer. Comemora-se o centenário do Tratado de Paz de Versallhes (fim da I Grande Guerra); é super ano de eleições : na Europa, na Bélgica e em Portugal; e ainda… 2019 marca o 10° aniversário da FAPB-Federação das Associações Portuguesas na Bélgica.

Com tal motivação, a FAPB entra no novo ano de 2019 já com uma nova direção e com novos voluntários, radiando otimismo e apostando em força na capacitação dos jovens e mulheres das suas associações e clubes desportivos. Estes jovens e mulheres portugueses, representando mais de 50% da população portuguesa associativa, são participantes ativos na sociedade, em grande contato constante com os seus concidadãos nas escolas, famílias, empresas, nas coletividades.

Juventude, Clima e Cidadania

Jovens, Clima e Cidadania é o enquadramento temático do Programa 2019 da FAPB, aprovado em sede de Assembleia Geral de 23 de novembro de 2018. É dentro deste enquadramento que se insere o lema « Apostar nos Jovens, Confiar no Futuro ».

As ações previstas no Programa 2019 da FAPB, enviado às autoridades competentes portuguesas e belgas, dirigem-se aos rapazes e raparigas que frequentam as Associações e Clubes Desportivos da FAPB, sejam sóci@s de pleno direito das referidas coletividades ou beneficiários secundários por via da afiliação de seus pais.

Tais ações traduzem o empenhamento desta estrutura federativa na valorização e capacitação dos jovens, bem como na defesa do sistema democrático e estado de direito.

10 de Junho, Dia de Portugal - Território de Futuro

As festas são sempre um momento importante na vida das comunidades, e muito mais quando essas comunidades residem longe do país natal. Na Bélgica, a Festa do Dia de Portugal, da Camões e das Comunidades Portuguesas comporta desde 1979 uma característica singular e diferente da grande maioria das festas que celebram o Dia de Portugal por esse mundo fora.

Na Bélgica, é efetivamente a comunidade portuguesa, através do seu tecido associativo, que organiza há 38 anos a festa anual de maior significado, seguindo os princípios do voluntariado, democracia participativa, cidadania, cooperação e inter-ajuda não comercial e não-partidária.

Uma vez federadas em 2009 na FAPB, em cuja direção estão representadas, as associações e coletividades desportivas portuguesas da Bélgica passaram àquela, em 2010, o testemunho da organização das comemorações da "Fête nationale portugaise en Belgique". A Festa do DIA 10 JUNHO é o ponto alto anual do movimento associativo na Bélgica. “Cooperação e entreajuda” são o motto desta Festa.

Em 2019, é apostando nas Oportunidades para os Jovens, Clima e Cidadania que os voluntários da FAPB levarão a bom porto uma das atividades de sempre desta Federação : a organização da comemoração do 10 JUNHO, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, um momento alto na vida das comunidades portuguesas , pela sua grande visibilidade e valor simbólico, cultural e político.

Celebrar o Dia de Portugal,de Camões e das Comunidades Portuguesas é igualmente celebrar Portugal como um território de futuro e de oportunidades, onde os portugueses emigrados e seus filhos apostam e investem, e esperam regressar um dia, talvez mais cedo do que tarde, se para tal houver incentivos dos poderes públicos.

O futuro somos nós que o fazemos

Portugal é um país com futuro e em construção, tanto dentro como fora do rectângulo ocidental. E a construção de Portugal faz-se neste espírito de comum e de comunidade, tão caro à FAPB.

Também na Europa, em Bruxelas, Portugal se vai construindo, em comum, em modo participativo, com os outros, dependendo da filosofia económica e social do grupo político que é mais votado para o Parlamento Europeu. Por isso o voto na Europa é tão importante.

Somos nós, raparigas e rapazes da Europa, que escolhemos quem lá queremos pôr e que políticas queremos que eles/elas defendam e apliquem. Não nos podemos dar ao luxo de ficar calados ou desinteressados das propostas de uns e de outros.

A frase « não vale a pena votar porque são todos iguais « é engodo para enganar o cidadão, fazer aumentar a abstenção e conseguir ser eleito com poucos votos. … O cidadão português não se deve abster de exigir e de votar na Europa.

Cada cidadão português sabe bem que futuro mais deseja para os seus filhos, para Portugal e para a Europa. Está na hora de ir votar nesse Futuro.

26 maio 2019 = eleições para a Europa (Parlamento Europeu e consequente escolha do Presidente da Comissão Europeia).

06 outubro 2019 = eleições para Parlamento Português (Assembleia da República)

A todas e todos, raparigas e rapazes, Feliz Ano de 2019 !

A Direção e os Voluntári@s da FAPB


0 visualização
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Noir Icône Instagram

Rue du Belvédère nº 26 , 1050 Bruxelles, Belgique FAPB fapbelgica@gmail.com

Webmaster : António José Matias

Site fapb.be  conçu et créé par António José Matias